2019/02/25

Combinação de Tecnologia com Humanidade: A IA Huawei Torna o Impossível Possível

BARCELONA, Espanha - 25 de fevereiro de 2019- A Huawei conduziu uma mesa-redonda chamada “AI for Good” e um coquetel no dia 25 de fevereiro durante o MWC 2019. Richard Yu, o CEO da Huawei Consumer Business Group (BG), fez um discurso compartilhando os objetivos da Huawei quanto ao uso de tecnologia de IA para ajudar as pessoas a melhorarem as suas qualidades de vida para viverem em pleno potencial.

O desenvolvimento da tecnologia de IA atingiu agora uma nova era. Em dez a quinze anos, a IA irá atingir o nível médio da inteligência humana. Porém, no momento, a aplicação da IA em smartphones é considerada um marco e um avanço. Em dois ou três anos, aplicações práticas de IA vão se tornar generalizadas.

“Com base na plataforma HiAI da Huawei, nós vamos buscar mais parceiros e desenvolvedores para que as pessoas possam desfrutar dos benefícios da IA. Por um lado, isso vai permitir que as pessoas façam o que não eram capazes de fazer e possam libertar seus potenciais. Além disso, a Huawei vai utilizar a tecnologia de IA para melhorar a qualidade de vida das pessoas portadoras de deficiência”, afirmou Richard Yu.

Combinação de Tecnologia com Humanidade: A IA Huawei Torna o Impossível Possível

Dr. Chenglu Wang, Presidente de Engenharia de Software da Huawei Consumer BG também compartilhou insights sobre a estratégia de IA Mobile da Huawei e introduziu histórias de sucesso de aplicativos e de desenvolvedores do HiAI 2.0, incluindo: StorySign, SketchAR, Sound of Light e Makaron. Até o momento, existem mais de 1.400 parceiros e mais de 560.000 desenvolvedores trabalhando ativamente para construir aplicativos na plataforma HiAI que sejam suportados por mais de 40 milhões de dispositivos da Huawei em todo o mundo.

De acordo com o Dr. Wang, “A plataforma HiAI da Huawei fornece aos parceiros e desenvolvedores recursos de IA cloud-dispositivo-chip, facilitando o desenvolvimento de aplicativos para dispositivos móveis que sejam mais rápidos, mais inteligentes e mais fáceis de usar. A Huawei criou e abriu um laboratório de IA em Londres, além de seis laboratórios de IA na Europa e centros de pesquisa conjunta em mais de 10 universidades. Com investimento em visão computacional, processamento de linguagem e outras pesquisas básicas, a Huawei está comprometida em liderar a pesquisa e aplicação da IA.”

A Huawei também apresentou algumas aplicações desenvolvidas com parceiros, aproveitando a tecnologia de IA para combinar de forma sofisticada a música, a arte e os cuidados de saúde.

Walter Ji, Presidente da Consumer Business Group da Huawei na Europa Ocidental, discutiu o projeto “Unfinished Symphony” afirmando que “Através do uso da IA da Huawei, nós ensinamos o nosso smartphone Mate 20 Pro a analisar uma obra musical inacabada de quase 200 anos. Em seguida, nós trabalhamos com o compositor e vencedor do Emmy Lucas Cantor para compor os dois movimentos finais da famosa Sinfonia Nº 8 de Schubert. A Huawei também convidou uma orquestra sinfônica para executar esta versão especial da Sinfonia Inacabada.”

Durante o evento, Victoria Pueyo e Marta Ortin de um dos principais institutos de pesquisa, o IIS ARAGÓN, e cofundadores da DIVE, startup da área médica, anunciaram uma parceria com a Huawei para lançar o projeto Track.AI. Eles vão utilizar a plataforma HiAI da Huawei para criar uma avaliação da função visual em crianças através do smartphone. Esta iniciativa será promovida em todo o mundo com o objetivo de criar um dispositivo fácil de usar, portátil e acessível para identificar as crianças com distúrbios visuais.

Como a inteligência artificial está preparada para aumentar de forma exponencial, a Huawei assumiu o compromisso de desenvolver dispositivos inteligentes em ferramentas inteligentes com recursos de ponta a ponta que suportam o desenvolvimento coordenado de chips, dispositivos e na nuvem. O objetivo final é proporcionar uma experiência revolucionária e em todos os cenários para os consumidores.